A HISTÓRIA DE COMO OXUMARÊ REPRESENTA O ARCO-ÍRIS



Oxumarê, muito conhecido por todos por sua destreza e sabedoria era chamado de Babalawô – o Pai de todos segredos – ele foi chamado pelo Rei de Ifé para prestar serviços à ele. O Rei muito altivo, pagava pelos serviços do Orixá somente com esmolas, que não serviam de nada para Oxumarê. Ele acreditava que só de poder prestar serviços para a figura mais importante de Ifé, já era uma honra, e por isso Oxumarê deveria ser grato.

Mas a quantia que recebia pelos serviços era tão pouca que o Orixá estava passando por necessidade, e com os grandes pedidos do Rei, ele não tinha tempo para fazer nenhum outro serviço. Foi então, que decidiu consultar Ifá para saber a melhor forma de proceder. O Rei, ao saber que Oxumarê estava insatisfeito com o que recebia, pediu para chamá-lo e disse que não o queria mais, considerando a atitude do Orixá como uma ingratidão.

Na mesma época, Olokun Seniade, que representa a prosperidade e riqueza, estava a procura de um Babalawô que pudesse lhe orientar em como ela poderia ter filhos, pois não conseguia engravidar. Vários a visitaram mas nenhuma orientação surtia efeito. então, ela ficou sabendo que Oxumarê não prestava mais serviços para o Rei de Ifé e pediu que um mensageiro o buscasse. Oxumarê a orientou a fazer uma oferenda que assim ela teria lindos filhos, todos muito fortes. O Orixá acertou a previsão e muito grata pelo serviço, Olokun o presenteou com o que tinha de mais valioso: sementes de dinheiro e um belo tecido colorido.
Olokun disse para Oxumarê que sempre que ele usasse o pano, as cores se espelhariam no céu, lembrando a todos de sua majestosa e alegre presença. Oxumarê costuma usar o tecido sempre que desce as águas do céu em forma de chuva para o palácio de Xangô, por isso em dias belos mais chuvosos as cores de Oxumarê se espelham tão fortes no céu em formato de Arco-Íris.


Nenhum comentário:

Postar um comentário